17 de mai de 2015

8º FÓRUM AOKB-CCOB: A LÍNGUA DO POVO OKINAWANO, SÍMBOLO MÁXIMO DE SUA CULTURA, NÃO PODE MORRER?

Domingo, 17 de maio de 2015 - das 14h às 19h 
AOKB - Rua Dr. Tomaz de Lima, 72 - Liberdade - São Paulo


    Quem compareceu certamente não se arrependeu. Foi uma experiência extraordinária para refletirmos sobre aquilo que mais nos distingue enquanto povo, o Uchinaaguchi, a língua do povo de Ryukyu.
    Cada palestrante abordou um aspecto do Uchinaaguchi, Aparecida Okubaro Oshiro nos trouxe sua experiência pessoal marcantemente influenciada pela língua, Tetsuo Yogui discorreu sobre a riqueza da cultura de Okinawa através da língua, Masayuki Fukasawa nos presenteou com a visão de um jornalista japonês que admira a cultura okinawana, Hiroshi Uehara nos mostrou a importância da prática no aprendizado e a prazerosa vivência nas aulas em associações, e Eduardo Akira Uema nos apresentou a inspiradora visão de um estudioso do Uchinaaguchi sobre a identidade do povo okinawano.
    Os comentaristas Marcelo Chuei Matsudo e Elton Kheid Takara discorreram sobre as palestras destacando a riqueza e a profundidade desse tema, que visivelmente despertou grande interesse na platéia. Muitos momentos de identificação e deliciosas risadas quando os palestrantes e comentaristas recitavam frases em Uchinaaguchi.
    As apresentações de Gilmar Higa e Emilia Hissami Kameya deram leveza e elegância ao evento, ao lado de Aurora Nakati que comunicava impecavelmente os textos em japonês, previamente traduzidos por Mitsuo Nishime.
    O evento contou ainda com a sempre competente e impactante apresentação do Ryukyu Koku Matsuri Daiko e a qualidade e refinamento musical do Ryukyu Minyo Hozonkai Filial Brasil.
    A exposição de Artes Plásticas, que já é tradição no Fórum, contou com os quadros de Hitomi Oshiro Shinzato, muito elogiados pela técnica e variedade de temas.
    Não podemos deixar de mencionar as voluntárias e voluntários do Seisonenkai, do Urizun e do Ryukyu Koku Matsuri, e outros que anonimamente não mediram esforços para garantir o sucesso deste maravilhoso evento.
    Parabenizamos a Associação Okinawa Kenjin do Brasil e Centro Cultural Okinawa do Brasil pelo contínuo e indispensável apoio, na pessoa do presidente Eiki Shimabukuro.
    Nossos mais honrosos agradecimentos aos patrocinadores: Exatus Colégio e Vestibulares , Dr. Gilmar Higa, Higa Dental Care, Interban Turismo, Kyoei, Sandra Modas, Barraca da Cris e Claúdio Yamaguchi, Xirata Feira Limpa, Construlife, Oshiro Turismo, Shibu Jabaquara, Shibu Ipiranga, Seisonenkai.
    Nossa gratidão pelo valoroso apoio a: Utiná Press, Floricultura Jardim do Itaim e Uchina.com.br.
    Agradecemos também a receptividade e ampla divulgação a: Rádio e TV Nikkey, Jornal Nippak e São Paulo Shimbun.
    Finalmente nossas calorosas palmas a Ana Maria Tamashiro Higa que idealizou mais este tremendo acontecimento, que certamente marcou os corações e mentes de todos os presentes.

Vejam as fotos do evento:


















Ryukyu Koku Matsuri Daiko


Ryukyu Minyo Hozonkai













































Presidente da Comissão Organizadora: Ana Maria Tamashiro Higa

Convidamos a todos para a oitava edição do Fórum AOKB-CCOB, tendo como tema: "A LÍNGUA DO POVO OKINAWANO, SÍMBOL MÁXIMO DE SUA CULTURA, NÃO PODE MORRER?" (Elton Kheid Takara).

"Amigos e Amigas,
Nós, descendentes do povo de Okinawa, trazemos dentro de nós a sua cultura, embora, muitas vezes, ainda latente.
A participação em atividades culturais contribui muito para o despertar, a aprendizagem e o desenvolvimento dessa cultura, principalmente a prática da língua de Okinawa (uchinaaguchi).
O enfoque do 8º Fórum é o de refletir sobre a nossa cultura, repensar a história de nossos antepassados e redescobrir a sua linguagem, discutindo-a sob diferentes pontos de vistas.
O tema do fórum será: "A língua do povo Okinawano, símbolo máximo de sua cultura, não pode morrer?"(Elton Kheid Takara)
Entrada: 1kg de alimento não perecível.
Espero vocês. Abraços. Ana Maria"

Chame seus amigos, familiares e demais interessados neste fascinante tema, profundamente ligado à identidade okinawana.
Será uma grande oportunidade para divulgarmos a todos os públicos essa maravilhosa língua e fortalecermos os laços que nos unem como pessoas vindas da mesma terra e nos ligam aos nossos antepassados.
Este 8º Fórum está sendo divulgado através do Jornal Utiná Press, do Jornal Nippak e do São Paulo Shimbun.

Teremos palestrantes e comentaristas que compartilharão conosco suas interessantes visões e experiências pessoais com o Uchinaaguchi (*1):
Aparecida Okubaro Oshiro,
Eduardo Akira Uema,
Elton Kheid Takara,
Hiroshi Uehara,
Marcelo Chuei Matsudo,
Masayuki Fukasawa,
Tetsuo Yogui

Você ainda poderá assistir a apresentações de sanshin (*2) do grupo Ryukyu Minyo Hozonkai Filial Brasil e de taiko (*3) do grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko.
Haverá também uma exposição de pintura com obras de Hitomi Shinzato.

Entrada: 1 kg de alimento não perecível que será destinado ao Kibô No Iê - Sociedade Beneficente Casa da Esperança, Entidade Filantrópica de Amparo à Pessoa com Deficiência Mental.

(*1) língua de Okinawa
(*2) instrumento de 3 cordas típico de Okinawa
(*3) instrumento percussivo, nesta apresentação com a variante típica de Okinawa

Em tempo: aproveitando o palestrante que vem de Brasília, Eduardo Akira Uema, faremos  um pequeno encontro na 3ª feira, 19 de maio, às 19:30h. Eduardo foi bolsista de Kenpi Ryugaku em 2008. Morou em Okinawa por 6 anos e participou de grupo de estudos sobre a língua de Okinawa com pesquisadores da Universidade Ryukyu e ativistas como Fija Byron.


Nenhum comentário:

Postar um comentário